quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Graça Machel não tem dúvidas: "Mulheres devem assumir o controlo da economia africana"


As mulheres africanas precisam de assumir o controlo das economias do continente, disse hoje na capital sul-africana a activista e mulher do ex-presidente Nelson Mandela, Graça Machel.

Machel discursava num encontro de empresárias em Pretória, promovido pela Fundação para o Desenvolvimento Comunitário da África do Sul, da qual é presidente, e durante o qual foram agraciadas dez mulheres de países africanos que sofreram conflitos de longa duração.

As dez finalistas, oriundas de nações como Moçambique, Libéria, Ruanda e da própria África do Sul, foram seleccionadas para receber treino e formação como empresárias pela fundação presidida por Graça Machel.

"Uma das mudanças fundamentais que tem de ser concretizada no nosso continente é as mulheres assumirem o controlo e a liderança nos sectores da saúde e dos negócios e terem voz activa no que diz respeito às suas aspirações, lado a lado com os grandes empresários", referiu a mulher de Nelson Mandela, que é viúva do primeiro presidente de Moçambique, Samora Moisés Machel.

Machel, que disse em entrevista recente à Lusa que a sua participação em iniciativas empresariais é "uma forma de activismo", salientou ainda que "o sistema financeiro mundial não tem futuro sem a participação activa das mulheres".

Sem comentários:

Enviar um comentário